Tradutor

World Clock 2011

;

Jesus tem a solução pra voçê!!!

Quando em sua vida nada restar, não cruze os teus braços pois o maior homem deste mundo morreu de braços abertos por amar voçê, e ressucitou pra voçê vencer

Nossa declaração de fé:

Posted by Bispo Francisco R. Eduardo | | Posted on 01:38




Em que cremos

Hoje existe uma intensa proliferação de ensinos heréticos e contrários à Bíblia Sagrada. Muitas vezes esses ensinos são provenientes de grupos ou igrejas que se fazem passar como uma organização genuinamente cristã, fazendo um amplo uso da Bíblia - mas de forma distorcida. Algumas dessas instituições até realizam uma atividade social aparentemente louvável, mas que por trás de tudo está uma religião mascarada e perigosa - enganando muitos de coração sincero. Por isso, sentimos a necessidade de esclarecer a todo o público evangélico a nossa declaração doutrinária de fé, conforme segue-se abaixo:

Cremos: Que a Bíblia Sagrada, composta do Antigo e do Novo Testamento, é inteira e completamente inspirada por Deus, infalível na sua composição original, sendo autoridade final, suprema, única regra infalível de fé e conduta para a vida e o caráter cristão; completamente digna de confiança em qualquer área que venha a se expressar (2 Timóteo 3:14-17; 1 Tessalonicenses 2:13; 2 Pedro 1:21).Em um único Deus eterno, absolutamente santo, invisível, imortal, onipotente, onipresente, onisciente, criador dos céus e da terra e distinto em sua trindade: Pai, Filho e o Espírito Santo. (Gênesis 1:1; Deuteronômio 6:4; Isaías 43:10-11; Zacarias 14:9; Mateus 1:21-23; 11:25-27; 28:19; Marcos 12:29; Lucas 1:35; 3:22; João 1:1,2,14,18,29,49; 5:17-30,32,37; 8:17-18; 14:16-17, 15:26; 17:11,21; Atos 2:32-36; Romanos 1:1-3,7; 14:11; 1 Coríntios 1:24; 15:24-28; 2 Coríntios 13:14; Filipenses 2:8-9; Hebreus 1:1-13; 7:3; 12:2; 1 Pedro 1:8; 3:22; 1 João 1:3-4; 2:22-23; 3:8; 4:1-5,10,14; 2 João 3,9; Apocalipse 1:13,17; 4:8-11; 5:6-14; 7:9-10).Que o Senhor Jesus Cristo sempre existiu na eternidade, sendo sem começo e nem fim. A fim de completar Sua missão redentora na Terra, Ele se tornou humano, nascendo da virgem Maria, concebido pelo poder do Espírito Santo, sendo plenamente Deus e plenamente homem; e tendo suas duas naturezas - a humana e a divina - unidas (Mateus 1:23; Lucas 1:31,35; Atos 2:22; 10:38; Apocalipse 1:8). Que somente Jesus foi perfeito em natureza, ensino e obediência, absolutamente sem pecado, sendo também o único mediador entre Deus e os homens e o único pelo qual podemos ser salvos (Atos 4:12; 1 Timóteo 2:5; Hebreus 7:26; 1 Pedro 2:22).Que Jesus Cristo sendo condenado à morte, foi crucificado e, sendo sepultado, ressuscitou fisicamente dentre os mortos ao terceiro dia, ascendeu vitoriosamente aos céus e voltará novamente em duas fases distintas: na primeira, invisível ao mundo, para arrebatar a sua Igreja fiel da terra, antes da grande tribulação; na segunda - visível e corporal, com sua Igreja glorificada, para reinar sobre o mundo durante mil anos (Mateus 27:35-37; Mt 28:6).Que o Espírito Santo é Deus, possui personalidade - consolando, repreendendo, exercendo juízo, convencendo, guiando, ensinando, alegrando ou se entristecendo - e é o agente regenerador e santificador dos remidos, doador dos dons e dos frutos espirituais distribuídos à Igreja para edificação, conforme a Sua soberana vontade (João 16:13; 2 Pedro 1:21; Apocalipse 2:7).Na natureza pecaminosa do homem, que desde Adão provoca a separação da humanidade com Deus, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode restaurar a comunhão com Deus, sendo impossível ao homem, seja quem for, alcançar essa comunhão através de seus próprios méritos ou qualquer religião (Romanos 6:23).Que o homem possui uma alma imortal, alvo do amor de Deus e razão pela qual Ele ter enviado seu único Filho, para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha vida eterna (Salmos 6:3-4; 10:3; Mateus 16:26; Marcos 8:37). Na necessidade absoluta do novo nascimento, pela fé em Jesus Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem apto a entrar no reino dos céus (João 3:1-7).No perdão dos pecados, na justificação e na salvação individual do homem, pela graça de Deus, sendo recebidos unicamente e gratuitamente de Deus mediante o arrependimento e pela fé no sacrifício expiatório, perfeito, completo e suficiente, efetuado por Jesus Cristo na cruz, em nosso favor. (Romanos 3:21-23; 8:1-39)Que a verdadeira Igreja de Cristo é constituída por pessoas que foram alcançadas pela proclamação da Palavra de Deus, creram na necessidade do arrependimento, na morte expiatória de Jesus Cristo e conseqüentemente aceitaram a observância do batismo bíblico por imersão em águas, uma única vez, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo; e a participação da Ceia do Senhor, através do pão e do vinho, simbolizando o corpo e o sangue de Cristo; e ainda procuram viver em santidade como fiéis testemunhas do poder de Cristo, reunindo-se com outras pessoas que compartilham da mesma fé, da mesma comunhão e da mesma adoração a Deus, em qualquer local público ou secreto, florestas ou desertos, vales ou montanhas, casas ou templos, ou qualquer outro espaço destinado ao culto a Deus e a pratica do modelo de adoração bíblica. (Mateus 16:18; 28:19-20; Marcos 16:15; Atos 2:47; 13:1; 1 Coríntios 11:18; 1 Timóteo 3:15)Na necessidade de se manter a vigilância e a oração constante, em vista da real possibilidade de um cristão regenerado vir a afastar-se da comunhão com Deus, em desobediência ou rebelião aos preceitos bíblicos, podendo até mesmo cair na apostasia (Mateus 10:22; Apocalipse 2:10).Que depois da morte segue-se o juízo (Hebreus 9:27).Que o destino final da alma do homem não regenerado - pela fé em Jesus Cristo - é o inferno. (Marcos 8:36)Que a missão única, suprema e primordial da Igreja é a salvação de almas. No desempenho dessa missão a Igreja deve apresentar Cristo de forma viva, clara, atrativa, eficaz e persuasiva no mundo e ao individuo como Salvador enviado por Deus, o Senhor Soberano do Universo e futuro Juiz da humanidade. A ordem de Cristo obriga Sua Igreja a pregar o Evangelho em todo mundo para testemunho de todas as nações, bem como a ensinar cada pessoa a viver de acordo com os padrões da Palavra de Deus, sendo um fiel discípulo de Cristo - independente de qualquer fronteira política ou delimitação geográfica, lingüística, cultural, social ou qualquer barreira ideológica que por possa existir - e não nos atrevemos a descansar antes que isto seja realizado. (Marcos 16:15; Atos 1:8)
Se você crê assim, somos uma só família e alegramo-nos por você estar aqui no blog. Esperamos que você seja especialmente edificado e sabemos que Deus tem muitas tarefas a realizar através de sua vida, visando a salvação de almas.

Casal de Deus

Casal de Deus

Pastora Elizandra Eduardo

;